E-mail Imprimir PDF

O Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCSoc/UFMA) tem como objetivo geral a formação de recursos humanos para a docência e a pesquisa, bem como para outras atividades profissionais no âmbito das Ciências Sociais, privilegiando a reflexão sobre as transformações sociais, políticas e ambientais que vem ocorrendo no país e no mundo.

O PPGCSoc foi instituído em janeiro de 2003, mediante aprovação e recomendação da criação do mestrado em Ciências Sociais pela CAPES, em dezembro de 2002.

Ao longo desses anos de existência, o programa tem investido esforços na qualificação dos seus quadros discente e docente, na diversificação da formação dos professores e das linhas de pesquisa, no estímulo à produção e divulgação dos estudos desenvolvidos por pesquisadores em distintas fases de suas carreiras acadêmicas, na ampliação das suas instalações, na expansão de suas redes de relações nacionais e internacionais, enfim, em se constituir como um Programa de Pós-graduação de excelência no país.

Com esses empenhos, obtivemos êxito na aprovação pelo CTC da CAPES do projeto de criação do doutorado do PPGCSoc, em outubro de 2010.

Nos últimos anos, temos nos firmado como referência na pós-graduação da UFMA e junto a outras instituições de ensino superior do estado, atraindo alunos especiais para as disciplinas oferecidas semestralmente, vinculados tanto a programas da própria IES, quanto a cursos de pós-graduação de IES de outros estados, como São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Pará, Sergipe e Pernambuco, etc.

É imprescindível grifar os resultados que temos alcançado. De acordo com os dados do Relatório de Área da última avaliação (2010-2012), o PPGCSoc obteve a 9ª posição na produção docente qualificada, bem como conquistamos a 14ª posição na produção discente qualificada. Na Ficha de Avaliação do Programa foi atribuído o conceito “Muito Bom” em todos os quesitos da Avaliação.

Esses dados posicionam o PPGCSoc como o programa de pós-graduação com o melhor desempenho relativamente ao conjunto dos programas localizados nas regiões norte e nordeste.

E ressaltamos nossa dedicação em estabelecer uma pós-graduação com padrão de excelência nacional, em consonância com as políticas de redução de assimetrias regionais desenvolvidas pela CAPES.

No PPGCSoc há quatro linhas de pesquisa, que aglutinam as investigações realizadas por docentes e discentes no âmbito das Ciências Sociais (e com interfaces com outras áreas de conhecimento): 1) Relações de Poder: Elites, Participação Política e Políticas Públicas; 2) Relações de Produção e Ação Coletiva: Questão Agrária, Trabalho e Ambiente; 3) Produção Social da Diferença: Minorias Nacionais, Questões Étnicas, Raciais e de Gênero; e 4) Sociabilidades e Sistemas Simbólicos: Cidade, Religião e Cultura Popular.

Os docentes e discentes atuam a partir de dez grupos de pesquisa: Núcleo de Estudos Afro-brasileiros; Grupo de Estudos e Pesquisas Estado Multicultural e Políticas Públicas; Grupo de Estudos: Modernidade, Desenvolvimento e Meio Ambiente; Grupo de Estudos Rurais e Urbanos; Grupo de Estudos das Formas Sociais; Grupo de Estudos do Gênero, Memória e Identidade; Grupo de Estudos e Pesquisas Trabalho e Sociedade; Grupo de Estudos Religião e Cultura Popular; Laboratório de Estudos sobre Elites Políticas e Culturais. E ainda, em dezembro de 2015, foi criado o Observatório do Mercado de Trabalho da UFMA (OMT-UFMA), fruto de convênio realizado entre o PPGCSoc/UFMA e a Secretaria de Emprego e Políticas Públicas do Ministério do Trabalho, com o objetivo de articular pesquisadores sobre a temática do trabalho.

Contamos com professores/pesquisadores com formação nas principais Instituições de Ensino Superior do país (USP, UFRJ, UFRGS, UNICAMP, UNB, entre outras) e com circulação em instituições centrais de pesquisa e ensino (nacionais e internacionais). Somando-se a eles o apoio de professores visitantes, que fortalecem as atividades que desenvolvemos, e ainda acolhemos, desde 2014, bolsistas de Pós-Doutorado no Programa, com financiamento do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) da CAPES.

Nossos professores têm obtido sucesso no acesso aos editais de auxílio à pesquisa lançados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Maranhão (FAPEMA).

Afora o auxílio à pesquisa, a FAPEMA lançou também editais para apoio a publicações, bolsa de produtividade, cooperação internacional e participação em eventos no exterior. Em todos esses editais, tivemos a participação com sucesso de docentes do PPGCSoc.

Atualmente o PPGCSoc conta com 6 (seis) pesquisadores de Produtividade, sendo 3 (três) bolsistas de Produtividade do CNPq e 3 (três) da FAPEMA.

Vale destacar que, além do empenho em firmar convênios interinstitucionais, estabelecidos com instituições brasileiras, temos investido esforços no sentido de fixar parcerias e estratégias de cooperação internacional. Incluindo o apoio na circulação internacional dos nossos alunos, principalmente mediante o estímulo que fazemos, desde o início do curso de doutorado, para que nossos discentes realizem estágios no exterior.

Não menos importante é o apoio à participação de docentes e discentes em eventos científicos regionais, nacionais e internacionais. Nos últimos anos, nossos alunos têm comparecido aos principais eventos da área de ciências humanas (encontros da ANPOCS, da ABA, da ABCP, SBS e ABHR), com destaque para os eventos científicos internacionais (Reunião de Antropologia do Mercosul, Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, Congresso da Associação Latino-americana de Sociologia, Congresso da ALAST, etc.).

Salientando a atuação dos mesmos não somente via apresentação de trabalhos, mas também na própria organização dos eventos, na proposição de mesas redondas, na coordenação de grupos de trabalho, compondo comitês científicos, entre outros.

Além disso, o Programa tem atuado e colaborado na promoção e organização de eventos locais, nacionais e internacionais, visando consolidar as ciências sociais no Maranhão, de forma a difundir a produção acadêmica realizada no estado.

Finalmente, desejamos salientar a centralidade que a Revista Pós Ciências Sociais (REPOCS) ocupa nos empreendimentos do PPGCSoc.

Criada em 2004, nosso principal objetivo é que esse periódico seja um veículo de divulgação de trabalhos acadêmicos. Sua missão é publicar textos científicos relacionados ao estudo da Antropologia, da Ciência Política e da Sociologia, em suas diferentes perspectivas, matizes, recortes e ênfases. Visa, pois, favorecer o debate entre abordagens atuais, enfatizando os fundamentos históricos e teórico-metodológicos, suscitados a partir de pesquisas e experiências na prática das Ciências Sociais.

A partir de 2009, quando adotamos o novo projeto gráfico, mantivemos a regularidade na edição de dois números por ano e passamos a organizar dossiês temáticos, por intermédio de parcerias de pesquisadores do PPGCSoc e de outras instituições do país e do exterior.

É oportuno grifar que a REPOCS tem publicado, nos últimos anos, uma média que ultrapassa 10 artigos por número. Sendo eles preponderantemente produzidos por grandes expoentes das Ciências Sociais atuantes em várias partes do Brasil e do mundo. São autores que, neste meio, divulgam os resultados de suas pesquisas e reflexões sobre contextos e universos empíricos variados, brindando-nos com prismas originais, inovadores, críticos e refinados.

Em termos quantitativos, tal diversificação se expressa na presença de mais de 60% de autores de outros importantes centros de ensino e pesquisa do Brasil, quase 20% de pesquisadores estrangeiros e menos de 20% de colaboradores vinculados à UFMA.

Visitando nossos dossiês, leitores e leitoras podem verificar um acúmulo de reflexões que sobrevaloriza os números acima arrolados. Comprova-se, notadamente, a qualidade dos debates que figuraram em nossos números, que já trataram de uma multiplicidade de problemáticas relevantes às Ciências Sociais nacional e internacional.

Atualmente classificada com o Qualis B1, estrato superior segundo enquadramento da Capes, temos a versão eletrônica, que pode ser acessada nos seguintes endereços:  http://www.ppgcsoc.ufma.br; http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc e a versão impressa, que sempre é alvo de elogios por sua qualidade estética e de conteúdo.

Portanto, podemos indicar que o nosso PPGCSoc se apresenta como um dinamizador da produção científica, incentivando a construção de conhecimento, a pesquisa e a divulgação de estudos elaborados por docentes e discentes, em intercâmbio técnico-científico com instituições de ensino e pesquisa de diversas regiões do país e do exterior.